Empresas Global Green e Açaí ameaçam sair da cidade e são criticadas por parlamentares na Assembleia Legislativa

As empresas Global Green e Açaí ameaçam encerrar suas atividades na capital amazonense alegando prejuízo devido a falta de apoio público. As empresas pensam em ir para outros estados.

Com a ameaça divulgada, um coro de deputados indignados com as duas empresas prestaram a suas opiniões na Assembleia Legislativa. Quem começou os ataques à Global e à Açaí foi o deputado João Luiz (PRB), presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Aleam, mas quem foi mais incisiva nas criticas foi a deputada Joana Darc, que desde seus tempos de vereadora na Câmara Municipal de Manaus denuncia os desserviços dos empresários de ônibus à população. “Elas reclamam de barriga cheia, são milionárias e já vão tarde”, criticou a parlamentar.

Presidente da Comissão de Transportes da Aleam, o deputado Roberto Cidade (PV) também não poupou criticas as empresas, o mesmo ocorrendo com Fausto Júnior (PV). Todos concordaram com a proposta de João Luiz sobre a realização de audiência pública com o objetivo de debater o transporte coletivo da capital. Para os deputados será mais uma tentativa de abrir a famosa “caixa preta” do setor e frear a ganância dos empresários que vivem pressionando o prefeito Arthur Neto por novo aumento de tarifa.

 

Deixar uma resposta